Como conseguir um simulador para Operar na Bolsa de Valores

Quando iniciei minha aventura na bolsa de valores o tal do simulador era uma coisa que jamais tinha ouvido falar. 

Digo isso, porque simplesmente não existia esse negócio no Brasil. As poucas plataformas de qualidade que aqui eram disponibilizadas eram caras e também não tinham simulador. 

Isso foi bom e ruim. Já vou de dizer o porque. 

Como não tinha simulador, eu simplesmente tinha que torrar meu dinheiro aplicando as técnicas que tinha estudado. E este era o lado ruim. 

Até você ter certeza de que aquela determinada técnica do famoso Trader Fodão não funcionava, você torrava muito dinheiro e machucava demais seu emocional. 

O lado bom é que eu ficava muito mais seletivo para fazer as entradas e me forçava a ter muito mais disciplina, porque qualquer erro sempre me tirava dinheiro. 

É justamente por isso que particularmente dou tanto valor a ele.

Onde consigo o Simulador?

Bem. graças a Deus o mundo evolui e nos dá muitas possibilidades de evoluir com ele.

Hoje em dia você pode conseguir um simulador de várias formas:

  • Abrindo conta em um corretora (Já falo mais sobre isso)
  • Se cadastrando no Site dos Desenvolvedores de plataformas
  • Pagando mensalidade

Abrindo conta em corretora

Sinceramente já vou te dar a real. Hoje em dia a maior fonte de receita das corretoras são os Mini Contratos. Elas fazem de tudo para você alavancar e quando a mesa deles te stopa ainda atuam como sua contra parte. É o que chamam de RLP. 


Então, se for fazer uso desta forma de conseguir a plataforma, evite transferir dinheiro para sua conta na corretora. Elas não podem te exigir transferência. Saiba disso. 


Depois que você estiver dominando a plataforma e uma técnica operacional. ai sim, transfira o mínimo de dinheiro para a corretora. 

Cadastro no site dos desenvolvedores

Esta é a forma mais rápida de conseguir a plataforma sem pagar nada. Porem, geralmente o tempo que os desenvolvedores te dão para testar as plataformas não costuma passar de um mês. Em alguns casos, não passa de uma semana. 

Eu sei, o periodo é curto. Mas sinceramente, já vai servir para você se ambientar com a parte básica das plataformas como por exemplo, envio de ordens, ativação de Ordens OCO, gerenciamento de posições e montagem de tela. 

Pagando Mensalidade

Outra iniciativa extremamente bacana é você pagar uma pequena mensalidade para o desenvolvedor da plataforma. 

Hoje em dia todas as grandes empresas já oferecem este recurso a um preço extremamente acessível.

Particularmente eu recomendo esta opção, mesmo que tenha que desembolsar algum dinheiro nos primeiros meses. 

Se você para para pensar no risco que está assumindo quando está operando mini contratos vai ver que é muito mais seguro para e ficar longe das corretoras até aprender do que colocar sua saúde financeira em risco. 

Pelo menos é assim que 100% das pessoas que ganham dinheiro fazem. Primeiro estudam, depois colocam dinheiro pequeno para ir se adaptando gradativamente ao mercado. 

Qual Simulador Escolher?

Primeiramente você tem que ter noção do tipo de operacional que irá aplicar no dia a dia. 

Digo isso porque se você for operar por Gráfico, qualquer plataforma irá te atender perfeitamente bem. 

As diferenças entre versão pro e de entrada são apenas funcionalidades. Portanto, para um grafista não tem sentido algum contratar uma plataforma mais cara que contém recursos que ele não utilizará. 

Esta inclusive é uma pegadinha das corretoras para enganar os iniciantes. Cuidado. 

Agora, se você vai operar por fluxo, terá que pegar uma plataforma que lhe dê suporte a Tape Reading. E aqui temos outra “pegadinha”.

Se você contratar o Tryd Trader, terá todos os recursos para operar por fluxo pagando muito pouco. A Tryd tem um excelente custo benefício principalmente para quem está iniciando. 

Já no ProfitChart, você terá que ir direto para a versão Pro da plataforma porque as de entrada e intermediária irão te deixar na mão quando o assunto for Tape Reading. 

Mais um ponto importante. Opte por plataformas que simulam a fila no book de ofertas. Isso te deixará mais próximo da realidade do mercado. Tanto o Profitchart quanto o Tryd fazem isso. Já o Meta Trader não. Por isso eu indicaria que você optasse pelo Profit ou Tryd.

Caso você tenha interesse em aprender tudo sobre Plataforma de negociação e Operações de Mini Indice fique a vontade para conhecer o meu site

Espero ter te ajudado com este post

Deixe um comentário

CURSO COMPLETO DE MINI INDICE

APENAS R$ 9,90

Cadastre-se ou clique aqui para comprar